‘She-Ra e as Princesas do Poder’ tem um final emocionante e girl power!

She-Ra e as Princesas do Poder é uma das animações da Netflix que mais fizeram sucesso nos últimos tempos, principalmente por atualizar o desenho original dos anos 80 de uma forma muito positiva, cheia de aventuras incríveis, representatividade, girl power e mensagens muito importantes.

A animação chegou ao seu fim recentemente com a quinta temporada, e esses novos episódios trazem momentos incríveis que estão deixando os fãs muito emocionados! Entenda um pouco mais abaixo!

Mais representatividade e amor!     

She-Ra e as Princesas do Poder sempre foi uma animação que buscou não só mostrar que era representativa, trazendo princesas de várias etnias, diversos tipos de corpos femininos e casais LGBTQ+, mas também soube trabalhar isso muito bem na história.

A quinta temporada é a que mais prova isso, já que coloca a protagonista e Felina tendo um romance. Assim, com uma cena emocionante das duas se declarando uma para a outra, She-Ra e as Princesas do Poder mostra que soube muito bem trabalhar ao longo dos anos esse envolvimento entre as duas – que antes era difícil de acontecer por conta de Felina não saber reconhecer o que sentia.

Portanto, podemos perceber que a animação mostra que é possível inserir diversidade em histórias para crianças, sem necessariamente girar em torno de temáticas sobre sexualidade e gênero.

Encerramento da história de maneira épica!

O final de She-Ra e as Princesas do Poder não poderia ter sido melhor! Ele consegue amarrar bem toda a história, não deixa nada em aberto e aproveita muito bem os personagens.

Além disso, o encerramento segue um modelo grandioso que já vimos em outros filmes, como Star Wars e até mesmo em Vingadores. Ou seja, uma batalha épica, com os personagens dando tudo de si, ainda mais poderosos do que normalmente e claro, alguns sacrifícios.

Adora/She-Ra  

Como era esperado, Adora e/ou She-Ra é o grande destaque desta última temporada. Ao longo dos anos, vimos Adora crescer muito, percebendo as consequências dos seus atos, desenvolvendo uma moral digna de heroína e claro, percebendo que o amor pelos seus amigos e pelo seu reino era o que lhe movia para levantar a espada e se tornar a grande She-Ra.

Neste último ano, tudo isso que vimos a personagem se tornar é posto a prova na batalha, mesmo que signifique o seu fim. É claro que ela não morre, mas durante muito tempo, vemos que ela entendeu que isso poderia acontecer e que valeria a pena se pudesse salvar seus amigos e o seu reino. Assim, vemos que o encerramento da animação é, na verdade, o nascimento da grande heroína She-Ra!

Por outro lado, outras coisas no lado mais humano da personagem também são colocados à prova, como a confiança e o trabalho em equipe. Pois, apesar de tudo, Adora sente que pode confiar em Felina em diversos momentos, inclusive quando precisa falar dos seus sentimentos e declarar o seu amor pela antiga vilã.

Quem acompanhou a série nesses quatro anos percebe que cada momento valeu e vemos tudo o que queríamos e imaginávamos que seria.

She-Ra e seus amigos ainda mais poderosos

Por outro lado, se Adora/She-Ra amadurece e se torna finalmente a grande heroína, o mesmo acontece com todo o resto da sua equipe, principalmente com Cintilante, Arqueiro, Felina e Scorpia. Todos se tornam grandes e importantes na história!

Enquanto Cintilante precisa reconhecer seus erros do passado e como não soube trabalhar em equipe, o mesmo ocorre com Felina, que reconhece o sentimento que sempre negou por Adora e nota que isso sempre a moveu da forma errada – e justamente isso que a fez querer a todo custo derrotá-la.

O resultado disso é uma história emocionante e todos esses personagens citados ainda mais motivados e poderosos!

Você também pode gostar de:

Será que você sabe tudo sobre as séries da Netflix?

Por mensagem hackeada, Netflix confirma 2ª temporada de ‘Control Z’

Comenta com a gente: