Para refletir e aprender: Séries e filmes que tratam sobre racimo

Estamos vivendo um momento que marcará para sempre a história do mundo. Homens e mulheres pretas estão protestando pelos seus direitos e justiça, para que ninguém mais morra ou sofra abuso por conta da sua cor de pele.

Mas sabemos que não é de hoje que o racismo existe e mata. Inclusive, alguns estudos mostram que, aqui no Brasil, mais de 100 pessoas pretas são assassinadas por dia!

Por conta desses trágicos acontecimentos envolvendo, que vemos acontecer todos os dias, aqui e o no resto do mundo, é preciso união, empatia e força, para que essa dura realidade chegue ao seu fim.

Além disso, é preciso também conhecimento, para que se entenda melhor os motivos do racismo ainda existir e, infelizmente, ser tão presente na sociedade. A arte é uma ótima forma de estudo e por conta disso, selecionamos alguns filmes que podem ajudar na reflexão sobre a tensão racial.

Olhos Que Condenam

Cinco adolescentes do Harlem vivem um pesadelo depois de serem injustamente acusados de um ataque brutal no Central Park. Olhos Que Condenam é um soco no estômago que dói mais ainda ao lembrarmos que se trata de uma história real. 

The Get Down

Ambientada em Nova York durante o ano de 1977, The Get Donw conta a história de como, à beira das ruínas e da falência, a grande metrópole deu origem a um novo movimento musical no Bronx, focado nos jovens negros e de minorias que são marginalizados.

Entre o surgimento do Hip-Hop e os últimos dias da Disco Music, a história se costura ao redor das vidas dos moradores do Bronx e de sua relação com a arte, música, dança, latas de spray, política, religião e Manhattan.

Além de ser uma verdadeira aula de história do Hip-Hop, a trama também mostra a relação da comunidade negra com o gênero musical que é utilizado até hoje como um meio de resistência política.

Cara Gente Branca

Alunos negros de uma conceituada universidade norte-americana enfrentam desrespeito e a política evasiva da escola, que está longe de ser “pós-racial”. Cara Gente Branca é uma das séries da Netflix que mais fazem sucesso no serviço de streaming. Além de possuir episódios curtos, o que é ótimo para maratonar, o tema sério se mistura com algumas pitadas de humor ácido.

Infiltrado na Klan

Em 1978, Ron (John David Washington) é um policial negro do Colorado, que consegue se infiltrar na Ku Klux Klan local. Ele se comunica com os outros membros do grupo através de telefonemas e cartas, mas quando precisa estar fisicamente presente, envia um policial branco no seu lugar para fingir que é ele.

Meses depois de investigação, Ron se torna o líder da seita, sendo responsável por sabotar uma série de linchamentos e outros crimes orquestrados pelos racistas.

Infiltrados na Klan é um filme que foi muito elogiado em seu ano de lançamento, pois, além de dar uma aula de história sobre a seita racista KKK, também dá um soco no estômago mostrando que as coisas estão mais atuais do que nunca.  

O Ódio que Você Semeia

Starr Carter (Amanda Stenberg) é uma adolescente negra que presencia o assassinato de Khalil (Algee Smith), seu melhor amigo, por um policial branco. Ela é forçada a testemunhar no tribunal por ser a única pessoa presente na cena do crime. Mesmo sofrendo uma série de chantagens, ela está disposta a dizer a verdade pela honra de seu amigo, custe o que custar.

A Gente Se Vê Ontem

Dois jovens-prodígios tentam dominar a arte da viagem no tempo, mas um tiroteio trágico acaba os colocando em uma série de situações perigosas no passado. Apesar de A Gente Se Vê Ontem não ser um filme que aborda diretamente o racismo, a trama só se desenrola após o irmão da protagonista ser morto por um policial em um claro ato de racismo.

Você também pode gostar de:

Vanessa Morgan critica a falta de pretos no elenco de ‘Riverdale’

Laura Harrier fala de representatividade em ‘Homem-Aranha: De Volta ao Lar’

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *