Gal Gadot e Patty Jenkins revelam motivos para a Mulher-Maravilha ser tão incrível

Em 2017, a “Mulher-Maravilha” finalmente ganhou seu primeiro filme. Criada na década de 30, ela esteve em histórias em quadrinhos, séries live-action e de animação, mas nunca no cinema.

Uma rápida participação no filme “Batman vs Superman”, de 2016, foi sua estreia, já interpretada pela atriz israelense Gal Gadot. No ano seguinte veio o bafônico longa no qual conhecemos a origem da personagem: ambientado durante a Primeira Guerra Mundial, Diana, uma princesa amazona, precisa deixar a ilha de Themyscira, onde vive, para combater Ares, o Deus da Guerra.

Divulgação

“Começamos mostrando Diana se tornando a Mulher Maravilha. Era um peixe fora d’água entendendo a complexidade do mundo dos humanos”, Gal explica em encontro com jornalistas no qual o FESTIVAL TEEN marcou presença. A atriz e a diretora Patty Jenkins estiveram no Brasil para a CCXP 2019, o maior evento de cultura geek do mundo.

Em junho estreia “Mulher-Maravilha 1984”, e o filme será ambientado na década de 80 — espere muitas referências a essa época, no melhor estilo “Stranger Things”. “Diana perdeu todos os seus amigos, está sozinha e algo louco acontece”, a protagonista adianta, sobre a trama da nova aventura.

Divulgação

A Mulher-Maravilha também esteve no filme “A Liga da Justiça” (2018) e já se tornou um ícone entre as versões live-action de super-heróis dos quadrinhos. “Tenho um filho de 11 anos, para ele a Mulher-Maravilha é forte, durona, independente”, diz Patty Jenkins. “Não faz diferença ela ser uma garota. O filme é para todo mundo, super-heróis são uma metáfora. São para todos, não para um só.”

“Ter uma mulher em um filme como esse é importante porque quando eu era garotinha eu não vi algo assim, e os meninos viram a vida inteira. Sou muito feliz por fazer parte”, diz Gal, e acredita que a heroína possa vir a ser a líder da Liga da Justiça em um filme futuro: “Definitivamente acredito que ela possa ser, mas não sei se vai acontecer”.  “Ela é a heroína do nosso tempo”, defente Patty. “Forte, porém bondosa, se importa com as pessoas, é a heroína do futuro”, conclui.

A vilã do filme é a Mulher-Leopardo, interpretada por Kristen Wiig, famosa por comédias como “Missão Madrinha de Casamento”. “Admiro o quanto ela é engraçada, mas admiro ainda mais a ótima atriz que ela é”, diz Patty. Nada foi revelado sobre a caracterização de Kristen para a personagem, mas a diretora revelou que “usamos próteses e perucas maravilhosas, mas tivemos que ir um pouco além e incluímos alguns efeitos especiais”.

A diretora também confirmou que teremos um terceiro filme e um spin off das outras Amazonas, sem Gal Gadot.

Leia mais

SEGREDOS E REFERÊNCIAS DO TRAILER DE ‘MULHER-MARAVILHA 1984′

‘MULHER-MARAVILHA’ SERÁ UMA TRILOGIA SE DEPENDER DA DIRETORA PATTY JENKINS

APÓS LANÇAMENTO DO TRAILER DE ‘MULHER-MARAVILHA 1984’, GAL GADOT É OVACIONADA NA CCXP19

Comenta com a gente: