Entenda porque Jane Foster assumirá o manto de Deusa do Trovão em ‘Thor 4’

Nesta segunda-feira (18) a Marvel liberou o primeiro teaser de “Thor: Amor e Trovão“, quarto filme do herói nórdico. Embora não tenha revelado muito da história, a prévia estava cheia de momentos importantes, como a primeira aparição de Jane Foster como a Poderosa Thor.

Não era segredo para ninguém que o próximo filme do Deus do Trovão marcaria o retorno de Natalie Portman ao MCU. Assim como já havia sido divulgado também que agora ela empunharia o martelo em vez de Thor. Ainda assim, vê-la caracterizada pela primeira vez levou o fandom a loucura!

Por isso, decidimos trazer mais detalhes sobre a nova posição da personagem na história e entender porque Thor perderá o posto de Deus do Trovão.

Sinopse oficial

Logo após o teaser, a Marvel liberou a sinopse oficial do longa, na qual descobrimos como irá acontecer o reencontro de Jane e Thor. A cientista apareceu pela última vez em “Thor 2” e, no terceiro longa, descobrimos que seu namoro com o herói chegou ao fim. Agora, ela retornará para ajudar seu ex a combater Gorr, o Carniceiro dos Deuses.

O filme encontra Thor (Chris Hemsworth) em uma jornada diferente de tudo que ele já enfrentou – uma busca pela paz interior. Mas sua aposentadoria é interrompida por um assassino galáctico conhecido como Gorr, o Carniceiro dos Deuses (Christian Bale), que busca a extinção dos deuses. Para combater a ameaça, Thor pede a ajuda do Rei Valquíria (Tessa Thompson), Korg (Taika Waititi) e da ex-namorada Jane Foster (Natalie Portman), que – para surpresa de Thor – inexplicavelmente empunha seu martelo mágico, Mjolnir, revelando-se a Poderosa Thor. Juntos, eles embarcam em uma angustiante aventura cósmica para descobrir o mistério da vingança do Carniceiro dos Deuses e detê-lo antes que seja tarde demais.”

Mas como ela se torna a Poderosa Thor?

Na revista de 2014, “Poderosa Thor”, vemos Jane empunhando o martelo pela primeira vez. Após fracassar em uma batalha cósmica com Nick Fury, o filho de Odin perde toda a confiança em si mesmo. Como não se sentia mais digno de Mjolnir, o objeto foi parar na Área Azul da Lua.

Algumas edições depois, o martelo convoca a cientista, que passa a agir como Deusa do Trovão para manter a paz nos dez reinos e preservar o legado de seu ex. Contudo, os poderes tem um custo alto para Jane. Isso porque ela é diagnosticada com câncer de mama e começa um tratamento com quimioterapia. O problema é que toda vez que ela assume o posto de Poderosa Thor, o progresso que vinha tendo com o tratamento contra a doença se esvai.

Nas HQs, a jornada de Jane como heroína durou aproximadamente quatro anos. Nesse período ela enfrentou gigantes de gelo, Malekith e até mesmo o próprio Loki. Além disso, ajudou na evolução de Thor e aprofundou a mitologia asgardiana.

Ainda não se saber como o diretor Taika Waititi irá adaptar essa trama nos cinemas. Mas uma coisa é certa: o retorno de Jane Foster significa que a Marvel está explorando novos caminhos. Será que ela acabará assumindo de vez o manto de Thor enquanto o herói se aposenta?

Todas as nossas dúvidas serão respondidas dia 7 de julho, data de estreia de “Thor: Amor e Trovão”.

Você também pode gostar de:

‘Stranger Things 4 – Vol 1’, ‘Quem Matou Sara?’ e mais! Os lançamentos de maio na Netflix

Ana Ju, Peixinho e mais se unem para incentivar jovens a tirar o título de eleitor! Saiba como

Deixar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *