Temos 5 ótimos motivos para se viciar em ‘O Cristal Encantado: A Era da Resistência’

Chegou ao catálogo da Netflix a nova série “O Cristal Encantado: A Era da Resistência“, obra que tem tudo para ser um grande sucesso! O enredo é cheio de fantasia, aventura, vilões marcantes e heróis com determinação e honra, que terão de enfrentar alguns desafios para defender o que acreditam.

A nova produção é baseada no universo de um filme dos anos 80, “O Cristal Encantado“, mas a séria da Netflix é na verdade um “prequel, isto é, a história que se passa antes da obra original.

Nós já assistimos a série e selecionamos alguns motivos para você viciar em “O Cristal Encantando: A Era da Resistência“.

Sobre o que a série fala?

Os tiranos ambiciosos conhecidos como Skeksis, seres bem nojentos que se assemelham a urubus, estão acabando com a vida do mundo fantástico de Thra. Mas, três jovens corajosos de uma raça explorada por esses poderosos, chamados de Gelflings, se unem para salvar o planeta e combater a escuridão. Quase sem querer, Rian (Taron Egerton), Brea (Anya Taylor-Joy) e Deet (Nathalie Emmanuel), irão se tornar os heróis que vão mudar essa história trágica.

Um visual incrível!

Assim como o filme em que se baseia, a série traz marionetes, isto é, bonecos que são controlados por pessoas. Isso faz com que todo esse universo fantasioso pareça mais real, como se estivéssemos assistindo uma história de um planeta distante que realmente existiu, onde criaturas estranhas habitavam nele com muita magia.

Inclusive, todo o visual de “O Cristal Encantado: A Era da Resistência” é simplesmente único, cheio de cores, animais estranhamente fofos e vilões que são tão nojentos que fazem com a história se torna ainda mais empolgante!

Vilões bons sentir raiva!

Falando em vilões, chamados de Skeksis, são aquele tipo de antagonistas que dá gosto de ter ódio! Eles são tão ruins que o telespectador até cria um vínculo, gostando que eles apareçam por conta das maldades eletrizantes.

Além disso, por serem muito esquisitos, faz com que os Skeksis tenham mais aparência de vilões, o que só torna a obra mais envolvente.

Terror

Junto a estes vilões malvados, a série ainda traz uma pitada de terror. A história não chega a dar sustos, pois é um terror mais psicológico com momentos que criam tensão no público, semelhante ao que Stranger Things faz. Além disso, todo esse lado nojento dos vilões Skeksis, presentes até em sua aparência, contribuem para tudo ficar mais grotesco e assustador.

Um elenco incrível dublando!

Mesmo que apenas dublem as marionetes, o elenco original de “O Cristal Encantado: A Era da Resistência” chama muita atenção. No trio protagonista temos Taron Egerton (de Rocket Man), Anya Taylor-Joy (de Vidro e Fragmentado) e Nathalie Emmanuel (de Game Of Thrones e Maze Runner).

Enquanto no grupo dos antagonistas temos Mark Hamill (de Star Wars), Mark Strong (de Shazam!), Simon Pegg (De Star Trek e Missão Impossível) e muitos outros rostos conhecidos. Assim, mesmo que a dublagem brasileira sempre seja positiva, assistir a série na língua original pode ser algo único por ver esses atores incríveis atuando pela voz!

Muita aventura

Como falamos um pouco acima, “O Cristal Encantado: A Era da Resistência” é o tipo de série com pelo briga pelo poder na história, algo que vimos muito em “Game Of Thrones“. Ao mesmo tempo, a obra é bem “Sessão da Tarde”, com uma aventura típica dos anos 80 em que os heróis só querem uma coisa: salvar os fracos e oprimidos pela busca de um bem maior.

Se você gostar da série ainda pode conferir o filme original, “O Cristal Encantado“, lançado em 1982. Mesmo que a tecnologia para aplicar os efeitos visuais seja algo marcante na evolução do longa para a série, ainda sim a história mantém sua essência original. Aliás, o melhor de tudo é que o filme de 1982 está disponível no catálogo da Netflix.

LEIA TAMBÉM: CONHEÇA O MUSICAL TEEN DA DISNEY QUE TOCOU MUITO NA FESTA DE 15 ANOS DE JUJU FRANCO

E aí, gostaram?

Comenta com a gente: