Série da Netflix, ‘Nós Somos a Onda’, traz reflexões importantes sobre o mundo atual

Se você gosta de produções como “The Society”, na qual trazem protagonistas adolescentes vivendo alguns problemas na sociedade e, por consequência, faz o telespectador viciar em seus dramas e discussões atuais sobre o mundo, a nova série da Netflix, “Nós Somos a Onda” é a escolha certa para você!

LEIA MAIS: ‘THE SOCIETY’, DA NETFLIX, MOSTRA COMO SERIA UM MUNDO SEM ADULTOS

Sobre o que a série fala?

A série é baseado no livro “The Wave” (1981), de Morton Rhue, e em dois filmes, um de 1983 e o outro de 2009. A história original gira em torno de um professor que tenta explicar aos seus alunos a importância de aprender sobre o nazismo, propondo um experimento social com a classe.

Seu objetivo é  mostrar o quão fácil as pessoas podem ser induzidas a um totalitarismo radical. O tal experimento não dá errado, mas, infelizmente, pelo professor estar certo, os alunos começam a agir de maneira violenta e o caos toma a escola.

Já em “Nós Somos a Onda”, a trama não é a mesma, mas o conceito sim. Nós acompanhamos um grupo de adolescentes insatisfeitos com a sua realidade, que tem as suas vidas mudadas quando um misterioso novo aluno chega em sua escola e os lidera contra uma onda crescente de fervor nacionalista, na tentativa de alcançar um futuro melhor. Porém, a situação também sai do controle e precisarão lidar com os novos problemas.

Nós já assistimos “Nós Somos a Onda”, e podemos dizer que tem tudo para ser um dos grandes sucessos da Netflix em 2019. Veja alguns motivos para assistir essa nova produção.

Personagens e suas evoluções envolventes

Os seis primeiros episódios são focados em apresentar os personagens ao público, dando espaço para cada um mostrar a sua visão de mundo, na criação e na essência do grupo que se intitula “A Onda”. Por conta disso, os personagens da série são extremamente bem construídos e, de certa forma, carismáticos.

Mesmo que em alguns momentos tomem atitudes bem extremas, tendo razão ou não, o público conseguirá compreender muito bem os seus motivos e se aproximar dos 5 jovens. A boa construção dos personagens é o responsável por essa aproximação com quem está assistindo.

Outro ponto positivo relacionado aos personagens se deve ao fato de que os jovens protagonistas vão evoluindo conforme os episódios, o que mantém a obra mais interessante e envolvente. Em nenhum momento esses personagens ou a maneira que eles interagem entre si fica cansativa, parada ou chata. Pelo contrário, a dinâmica vai ficando mais eufórica e tensa.

Uma trama atual e que deve ser discutida

No mundo atual em que vivemos, obras originais como “Nós Somos a Onda”, infelizmente, estão cada vez mais se provando atuais, com marchas a favor do nazismo e outros extremismos de assustar. A nova série da Netflix consegue pegar a essência da história original e atualizar muito bem, justamente para conversar com essa realidade extremista preocupante que o mundo está vivendo.

Isso faz com que “Nós Somos a Onda” consiga entreter o público, mas ao mesmo também enxergar os problemas que sofremos atualmente, com a intenção de abrir uma reflexão sobre como mudar isso.

Outra coisa interessante, é fato de que todas as atitudes dos personagens possuem um motivo que justifiquem a violência e o vandalismo, e os vemos apenas reagindo a quem os oprimiu em algum momento.

Por mais que violência não seja o caminho ideal, isto faz com que a história fique mais envolvente. Não são poucas as produções da Netflix que, mesmo tendo muita qualidade, ainda sim trazem cenas e personagens violentos sem motivo aparente, apenas os separando entre “Maus” e “Bons”, e não justificando suas atitudes.

Aliás, falando em violência, a obra tem a intenção de mostrar que mesmo que os personagens protagonistas estejam exaustos de serem oprimidos, a violência não é a solução. Pelo contrário, é justamente quando agem de maneira violenta que dão mais desculpas para os seus opressores continuarem fazendo mal a eles.

Como você pode perceber, “Nós Somos a Onda” é uma série muito viciante e que pode render uma boa maratona, em questão de dois dias. Muito porque a sua primeira temporada traz somente 6 episódios de 45 minutos de duração!

A Netflix ainda não confirmou oficialmente se “Nós Somos a Onda” ganhará uma segunda temporada, mas nos resta torcer para que sim, ainda mais depois do seu final!

Já assistiu “Nós Somos a Onda”? Gostou? Conta para a gente!

E aí, gostaram?

Comenta com a gente: