Resenha Venom: o que o Homem-Aranha achou desse filme?

Caro senhor Venom, como vai?

Não sabia como falar com o senhor, não sabia seu número, seu e-mail e sei que se alguma vez nos encontramos, muito provavelmente, será para te prender em algum banco ou beco qualquer de Nova York, então preferi escrever essa carta. Deixa eu me apresentar, bom, eu sou o… Homem-Aranha! Sim, aquele herói super incrível que joga teias e caça vilões por aí! Mas não quero me estender, a verdade é que eu sou seu fã, fui ver o seu filme muito empolgado, afinal, é um pouco sobre mim também, né?

Mas falando do seu filme, Venom, eu fui super empolgado, até pensei que poderia aparecer alguma referência sobre mim e no final foi pura decepção. Parece que vocês erraram feio, heim? Para começar vamos dizer que a sensação que dá é que não tem história nenhuma, parece aqueles filmes de herói antes da Marvel/Disney existir, sabe? Parece que quem fez o seu filme, não estudou nada sobre os seus poderes e fez apenas para vender bonecos (aliás, quero uma figura de ação, se não for pedir muito).

Senhor Venom, por favor não me entenda mal, eu torcia por você na telinha. Mesmo que a sua história de origem seja retratada da maneira mais fiel possível (tirado que não tem eu no filme!), os diálogos são fracos, as motivações mais ainda e quanto as cenas de luta que tanto queríamos, demorou tanto (mas tanto), que aquela uma hora passando sobre a sua vida, vira um saco. Bem ao estilo Han Solo – Uma História Star Wars, distante dos clássicos e colocando coisas sem sentido algum.

(olha como ia ficar mais empolgante)

Eu não posso revelar quem eu sou, se não, em algum momento de vilania sua, você pode ir direto atacar a minha tia  família (e não queremos isto), mas o que eu posso dizer é que sou jovem e vi os filmes da Marvel/Disney tomarem conta da minha adolescência e esperava que esses clássicos modernos pudessem, pelo menos, ensinar como se faz um bom filme de herói atualmente. Mas não, o que eu vi foi uma tremenda enrolação e efeitos especiais mais tristes que aquele monstro de Batman vs Superman, qualé senhor Venom, o senhor merecia coisa melhor! O que foi aquela cena da luta no foguete? Deprimente, parecia um jogo de vídeo-game antigo.

E aquele “vilão”? Só começou a ficar interessante quando outra “coisa” entrou nele, antes disso era só mais um cara rico chato e não to falando de alguém chato como o Senhor Stark   Tony Stark, alguém chato estilo mimado e nada aterrorizante, qualquer advogado ou polícia poderia ir derrotá-lo, tanto que um mero jornalista fez mais ou menos isso.

Não quero tomar muito o seu tempo, sei que o senhor tem umas cabeças para ir comer por aí, mas preciso falar algumas coisinhas. O que é aquele Venom falando com o Eddie toda hora e tentando ser meio e engraçado? Meu deus! É alguma piada que queriam fazer com você? Ficou cafona e não passou nenhuma credibilidade para o vilão que o senhor é. Quem tem medo de um vilão que decide ficar na terra porque se apaixonou por ela e ainda aceita ser mandado por um humano vacilão como o Eddie Brock? Ele decide quem o senhor, todo forte e poderoso, pode comer? O senhor é um ALIENÍGENA!

Ufa, me desculpe por destilar tanta teia  ódio, é que é realmente frustrante ver um filme de alguém da Marvel sair tão ruim, tinha tanto potencial, poderia até ter sido para maior de 18 anos, imagina o tanto de sangue e cabeças que iriam rolar pela tela. Espero que não fique bravo comigo, mas se ficar, nos vemos em algum beco escuro para resolver isso, quem sabe a minha roupa não fica preta e estilosa também? hahaha

 

Um teioso abraço, Peter Parker Homem-Aranha.

Ps: as cenas pós-créditos são muito boas (mais divertidas que o filme todo)

E ai gostou?

Comenta com a gente: