‘Os Escolhidos’: nova séria nacional da Netflix lembra ‘3%’

Chegou ao catálogo da Netflix no última dia 28 a mais nova série nacional para quem curte um suspense com um pouquinho de terror: O Escolhido! Com seis episódios de 40 minutos, a série vai agradar quem gosta do clima de aventura e mistério de 3%.

Em O Escolhido, os mistérios que rondeiam sua história podem prender o público daquele jeitinho viciante que todo mundo que adora maratonar algo na Netflix sabe muito bem como é.

Sobre o que é a série? 

Três médicos que trabalham para o governo são enviados para Aguazul, um vilarejo isolado do Pantanal, para levar a vacina contra o vírus zika aos moradores da região. Porém, chegando lá o trio se vê preso em uma comunidade estranha que recusa tratamento médico e é guiada por um líder enigmático, que diz ter o poder de curar doenças sem fazer uso da medicina. A série é baseada no drama mexicano Niño Santo, que estreou em 2010.

GIRL POWER!

Lúcia (Paloma Bernardi), a protagonista da série, é uma personagem super Girl Power que não tem medo de enfrentar o sobrenatural para alcançar os seus objetivos. Ela age como uma verdadeira heroína, lutando pela saúde dos moradores do lugar.

MISTÉRIOS E SUSTINHOS!

Toda história que se utiliza de seitas e vilarejos bizarros, já possui grandes chances de deixar o público tenso, né? Em O Escolhido, esses elementos misticos são bem aplicados, ainda com o adicional de que se passa dentro do nosso país, em um local longe da maioria das pessoas que irão assistir a produção. Então a história acaba misturando clichês de terror e a nossa realidade.

Além disso, uma coisa que contribui muito para o suspense da história funcionar é que o público assiste tudo sobre a ótica da protagonista Lúcia, isto é, não sabemos e não entendemos nada do que está acontecendo, descobrindo junto com ela! Assim, desvendar esses mistérios faz com o público fique preso à série para descobrir no que aquilo tudo vai dar.

ESTÉTICA VISUAL

Uma boa estética é essencial para uma boa série de suspense funcionar, é ela contribui muito para que público mergulhe mais ainda na história. Assim, a fotografia apresentada é um dos pontos altos de O Escolhido, que utiliza de maneira inteligente toda a rica natureza do Pantanal, junto aos misticismos da cultura da região. Além disso, o figurino, as cores e a maquiagem são de brilhar os olhos!

LEIA TAMBÉM: CINCO MOTIVOS PARA SE VICIAR EM ‘GATUNAS’, NOVA SÉRIE DA NETFLIX

Gosta de histórias de suspenses e produções nacionais? Selecionamos três outros filmes que você pode gostar, caso curta O Escolhido:

O Lobo Atrás da Porta

Em uma delegacia, um homem, sua mulher e a amante dele são interrogados. Arrancados pacientemente pelo detetive, um após o outro, seus depoimentos vão tecendo uma trama de amor passional, obsessão e mentiras que levará a um final inesperado.

Durval Discos

Durval mora com sua mãe no local onde também funciona uma loja de discos, a Durval Discos. Devido ao cansaço da mãe, eles contratam uma empregada que aceita trabalhar por apenas 100 reais. Contudo, alguns dias depois ela desaparece, deixando para trás uma menina e um bilhete, pedindo para que eles cuidem da garota por dois dias. Durval e sua mãe acolhem a menina, mas acabam tendo uma grande surpresa.

As Boas Maneiras

Ana contrata Clara, uma solitária enfermeira moradora da periferia de São Paulo, para ser babá de seu filho ainda não nascido. Conforme a gravidez vai avançando, Ana começa a apresentar comportamentos cada vez mais estranhos.

E você? Já assistiu O Escolhido? Gostou? Conta para a gente!

 

E aí, gostaram?

Comenta com a gente: