As principais diferenças entre a animação e o live-action de ‘O Rei Leão’

O live-action de “O Rei Leão” estreou há poucos dias e já um sucesso de bilheteria! O diretor Jon Favreau se preocupou em manter a história fiel à animação de 1994, permitindo que o público embarque numa viagem no tempo ao rever esses personagens tão amados.

Só que isso não significa que a produção não tenha mudado alguns detalhes para dar uma cara nova ao remake. Pensando nisso, nós selecionamos as principais diferenças entre o live-action e o original. Mas atenção: caso não tenha assistido ainda ao novo filme, saiba que o texto contém spoilers!

A jornada do pelo de Simba

Essa é uma das cenas que mais chama atenção no filme por causa da riqueza dos detalhes. Na animação de 1994, Rafiki descobre sobre Simba apenas soprando algumas folhas ao vento, bem diferente do que foi feito no remake.

A sequência em que mostra a jornada do pelo de Simba leva vários minutos, justamente para mostrar o longo caminho percorrido. A cena começa com o tufo sendo levado pelo vento, parando em árvores, sendo ingerido por uma girafa, até ser encontrado por Rafiki junto a fezes. Um verdadeiro ciclo da vida!

Hienas ganham líder feminina

Assim como na animação, as hienas retornam para causar muito na história, mas com algumas mudanças. Dessa vez, Shenzi se torna a líder do grupo e, junto com seus companheiros atrapalhados, ganham um espaço como antagonistas ao lado de Scar. Além disso, no novo filme o lado risonho fica de lado para dar lugar a uma personalidade mais sombria.

Participação das leoas

No remake, o grupo de leoas ganha um papel bem mais relevante do que na animação. Elas estão mais guerreiras, unidas e lutam com determinação na batalha final. Nala, por exemplo, protagoniza uma incrível cena de fuga das garras de Scar, afim de encontrar ajuda no exterior. O momento é realmente cheio de tensão!

Além disso, Sarabi não é esquecida após a morte de Mufasa, ganhando até mais profundida na sua história passada. Em certo momento do filme há uma cena que indica que a leoa se relacionou com o vilão antes de escolher o pai de Simba. OMG!

Personalidade de Rafiki

Umas das principais mudanças no filme foi a personalidade de Rafiki. Todo seu humor, hiperatividade e jeito excêntrico foram retirados, dando lugar a uma versão mais centrada do babuíno. No remake, o personagem é um mentor reservado e sábio.

Timão e Pumba

As cenas com Timão e Pumba são de longe as mais engraçadas! Eles fazem piadas toda hora, algumas até brincando com diálogos do clássico de 1994, e os momentos em que aparecem ganharam mais destaque. Um bom exemplo é quando cantam “The Lion Sleeps Tonight”.

Na sequência, vários animais que também levam o estilo de vida Hakuna Matata se juntam ao número, tornando o musical realmente grandioso. A cena ganha até ares de apresentação de coral, até ser interrompido pela chegada de Nala.

Já uma cena retratada diferente é quando Simba, Timão, Pumba e Nala chegam à Pedra do Reino para desafiar Scar. Porém, para passar pelas hienas, o futuro rei sugere que o suricato seja uma isca viva. Timão, então, coloca uma roupa havaiana e dança ula-ula. No remake a dupla simplesmente se oferece enquanto cantam “Be Our Guest”, música de “A Bela e a Fera“.

Zazu

Claro que o conselheiro do rei Mufasa não poderia ficar de fora da história. Sua presença é tão importante que ganhou mais destaque em cenas importantes. Ao invés de ficar preso e ser forçado a cantar para o praser de Scar durante seu reinado, Zazu ajuda na fuga de Nala e até luta ao lado de Simba na batalha final.

Mudança no discurso de Mufasa

Nem mesmo Mufasa ficou de fora das mudanças de personalidade feitas por Jon Favreau. O líder está mais sábio e consciente de seu papel como protetor da savana, tanto que quando apresenta o reino para Simba, ele ressalta que as terras não são sua propriedade, mas sim sua responsabilidade.

Scar

Certos trejeitos de Scar ficaram de foram do remake, dando lugar a um personagem mais dramático e sério. Além disso, descobrimos que parte do seu ódio por Mufasa veio de Sarabi ter preferido o rei ao irmão invejoso, profundidade que não havia na animação.

Outra alteração envolve o número “Be Prepared”, protagonizado pelo vilão. Enquanto no original tínhamos uma sequência elaborada, com fumaça verde e tudo mais, no live action Scar apenas escala algumas pedras.

Duração do filme

A duração do filme chama bastante atenção, contando com mais 30 minutos de diferença em relação à animação. Esse aumento no tempo se deve principalmente pelo foco nos efeitos e paisagens, que tornam as cenas mais longas e com um clímax grandioso.

E aí, acharam das alterações tornaram o live-action melhor? Conta pra gente!

Leia mais

VEJA COMO ESTÃO OS PERSONAGENS DE ‘O REI LEÃO’ NO FILME LIVE ACTION

INSPIRADA POR ‘REI LEÃO’, DISNEY ANUNCIA CAMPANHA PARA PRESERVAÇÃO DOS LEÕES

OS COMBOS DE ‘O REI LEÃO’ VENDIDOS NAS PRINCIPAIS REDES DE CINEMAS

E aí, gostaram?

Comenta com a gente: