Lala Dias fala da libertação de padrões na adolescência no single ‘Ela’

Lala Dias marca sua estreia no mundo da música com “Ela“, seu primeiro single autoral. Com mensagem inspiradora, a canção fala sobre a busca de identidade e libertação dos padrões impostos pela sociedade. “Meu desejo é que os adolescentes já cresçam sabendo que não precisam agradar ninguém, que cada um é único! A música é uma forma de incentivar a aceitação, para que cada um enxergue a força que tem dentro de si”, explica Lala.

O clipe se aproveita dessa mensagem para construir uma história fofa, tendo como protagonista a cachorrinha Jady. De maneira humanizada, ela vive o seu dia a dia como uma jovem adolescente enquanto Lala faz o papel de dona.

View this post on Instagram

☀️

A post shared by LALA Dias (@laladiasoficial) on

A parte mais legal é que a cadela faz parte do Patas Therapeutas, organização que leva animais a hospitais, asilos e abrigos com o objetivo de transmitir amor e alegria a quem mais precisa. Como forma de incentivo, Lala teve a iniciativa de doar parte dos recursos obtidos com a música para entidades que ajudam animais e pessoas, transformando o mundo num lugar melhor.

Cantando desde o 5 anos, Lala iniciou sua carreira artística em diversas áreas: teatro, canto, cinema, sapateado, jazz. Hoje, aos 17 anos, ela se dedica a música para transmitir a sua essência por meio das canções. Com musicalidade mais acústica, Lala tem o teen pop em suas veias, com grandes influências da Nova MPB.

“Eu sempre quis criar algo com a minha cara, um espaço que as pessoas possam me ouvir. A música foi a melhor maneira que encontrei de passar a minha mensagem, pois é uma arte que tem a força de te ensinar algo, ou então melhorar o seu dia”, diz Lala. Sinais, próximo single de Lala, tem lançamento previsto para os próximos meses, com letra que fala sobre sentimentos e a conexão com a imensidão do universo.

Leia mais

MATHEUS LUSTOSA ESTÁ DESILUDIDO NO CLIPE DE ‘NOSSO ESQUEMA’

JÃO SOFRE POR UM AMOR PERDIDO NO CLIPE DE ‘ENQUANTO ME BEIJA’

E aí, gostaram?

Comenta com a gente: